Editorial


Viver para Cristo

  

 

 20 Fui crucificado com Cristo. Assim, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim. A vida que agora vivo no corpo, vivo-a pela fé no filho de Deus, que me amou e se entregou por mim.          Gálatas 5. 20

 

 

Um aluno perguntou ao seu professor de teologia o que significava ser crucificado com Cristo. O professor respondeu: - É aceitar a mensagem do evangelho, que Jesus Cristo morreu em seu lugar e perdoou os seus pecados.

- Professor? – Perguntou o Aluno – E como Cristo vive em mim?

O Professor explicou ao aluno, que Cristo deseja agir no interior das pessoas, no coração, na consciência, conduzindo os seus discípulos a viverem segundo a vontade de Deus.

- Professor? – O aluno insistente lança mais uma pergunta: - Então quer dizer que Cristo quer transformar a minha personalidade?

- Não, meu filho. – Responde o mestre com paciência. – Não é a sua personalidade, mas sim as suas motivações. Deixar Cristo viver em sua vida é deixar o Santo Espírito conduzir os seus caminhos. É colocar a Palavra Sagrada de Deus em sua vida, nos seus negócios, nos seus relacionamentos. É viver como Cristo viveu, anunciando o Reino de Deus, cuidando dos necessitados, curando dos que precisavam e ensinando seus discípulos a guardarem as palavras de Deus em suas vidas.

- Professor? – O aluno levantou a mão para fazer mais uma pergunta, e toda a classe murmurou porque já estavam ficando impacientes, era aula de Administração Eclesiástica.

- Sim, Roberto. – Respondeu o professor com um tom mais áspero, por perceber que os colegas do aluno queriam outros esclarecimentos.

- Isso quer dizer que seguir a Cristo implica em uma profunda mudança interna dos valores da pessoa.

- Isso mesmo. Você tem mais um comentário e pergunta para que possamos dar sequência na aula? – Respondeu o professor.

- Então o mais importante é viver o evangelho de Cristo. Que a Igreja deve se preocupar é em fazer discípulos, que os crentes devem evangelizar os não crentes, adorar a Deus, servir os que precisam. E professor para que serve a comunhão? Ir a igreja domingo após domingo?

- Roberto, a comunhão foi como Jesus viveu com seus discípulos, eles estavam unidos para cumprir a missão. Jesus lhes ensinava e depois os enviava. E depois eles compartilhavam os resultados uns com os outros. Quando o mestre foi crucificado eles permaneceram juntos e continuaram o legado de Cristo, pregando, orando uns pelos outros e animando uns aos outros.

- Então professor a comunhão é uma parte muito importante para vivermos para Cristo.

- É sim Roberto. É com ela que o crente amadurece, tem proteção espiritual e se mantém cumprindo a missão do Reino de Deus. Quem deixa a comunhão de uma Igreja desanima e pode até ver a sua fé morrer.

Que Deus nos ajude a cumprir a missão.

 

Pr. Carlos A Fernandes

 

 

 

 

01/03/2020
Newsletter, cadastre-se

Nome:

E-mail:

Comunidade Batista do BuenoComunidade Batista do Bueno
Avenida T-5 Qd. 03, Lt. 12, s/n Bairro Serrinha - Goiânia - GO CEP: 74.835-120

 

GOSites